domingo, 10 de novembro de 2013

RAVI COLTRANE, pela primeira vez no Brasil, fará duas apresentações dias 26 e 27 de novembro no Sesc Belenzinho


Considerado um dos grandes nomes do jazz da atualidade, Ravi Coltrane nasceu em 1965, em Long Island, Nova Iorque e é filho do saxofonista John Coltrane e da pianista Alice Coltrane, dois dos maiores nomes do jazz de todos os tempos. O músico virá ao Brasil em turnê do álbum Spirit Fiction, lançado pela lendária Blue Note.



A música desde sempre fez parte da vida de Ravi Coltrane e o sobrenome   não foi – como poderia ser – um fardo para quem sempre procurou expressar sua própria personalidade, traçando seu caminho, reconstruindo suas referências e fazendo música a sua maneira. Ravi aos 47 anos mostra que preserva a sua linhagem de maneira distinta e com incrível habilidade de improvisar.

Ravi lançou em 2012 seu sexto trabalho solo Spirit Fiction, estreia na lendária gravadora Blue Note (onde seu pai gravou um único e emblemático álbum hard bop jazz Blue Train) foi produzido por Joe Lovano e será a base para as apresentações no Brasil, uma no dia 24/11 (domingo) na 3º Edição do Canoas JazzFestival e mais duas, dias 26 e 27/11 no Teatro do Sesc Belenzinho, em São Paulo.

Ravi Coltrane Quartet

Nos anos 2000, o The Coltrane Quartet, formado pelo pianista Luis Perdomo, o baixista Drew Gress e o baterista E.J. Strickland, tocou nos principais festivais mundiais de jazz, Monterrey Jazz Festival (2001), Montreaux Jazz Festival (2001), Newport Jazz Festival (2004) e Vienne Jazz Festival (2005). Em 2008, fez parte do The Blue Note 7, um septeto formado para as comemorações dos 70 anos da Blue Note Records. O grupo gravou um álbum, intitulado Mosaic, e excursionou pelos Estados Unidos para promoção do mesmo.

Ravi Coltrane, no início seus estudos musicais sempre manteve o foco no saxofone, na Califórnia Institute of the Arts. Trabalhou com Steve Coleman, que se tornou uma das grandes influências em sua concepção musical. Ravi tocou ao lado de alguns dos principais nomes da música universal, como Kenny Baron, McCoy Tyner, Pharoah Sanders, Herbie Hancock, Carlos Santana, Jack DeJohnette, Branford Marsalis, Geri Allen e Stanley Clarke, entre outros. Gravou discos com Elvin Jones, David Murray, Ryan Kisor, Wallace Roney, Steve Coleman, Art Davis, Billy Childs, Bheki Mseleku, Yosuke Yamashita, Cindy Blackman, Jeff Watts, David Gilmore, Alice Coltrane e Flying Lotus (a.k.a. Steven Ellison, primo deRavi), entre outros e como co-líder do Saxophone Summit, com Joe Lovano e Dave Liebman.

Em 1997, gravou seu primeiro álbum solo Moving Pictures. O segundo disco From the Round Box, de 2000 foi seguido por Mad 6, de 2002, In Flux, de 2005 e Blending Times, de 2009, quatro álbuns essenciais do jazz da primeira década do século XXI. Em 2005, na India, ao lado de Al Jarreau, Earl Klugh, Ravi Shankar e George Duke, realizou shows que buscavam divulgar sobre a questão da AIDS. Ravi estava particularmente nervoso, por encontrar o homem que lhe deu origem ao seu nome: Ravi Shankar.

Ravi Coltrane também é co-proprietário do selo RKM Music, que já produziu artistas como Luis Perdomo, David Gilmore e Ralph Alessi. 




Show: Ravi Coltrane  no SESC Belenzinho
Data: 26 e 27 de novembro -  terça e quarta-feira - 21h
Local: Sesc Belenzinho – Auditório – 3.o andar
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho F: 11 2076 9700.
Ingressos (400 lugares):  R$ 40,00 – (inteira), R$ 20,00 – (usuário inscrito no SESC e dependentes + 60 anos, professores da rede pública e estudantes com comprovante) e R$ 8,00 – (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo no Sesc e dependentes)
Estacionamento para espetáculos com venda de ingressos:
R$ 6,00 (não matriculado); R$ 3,00 (matriculado no SESC - trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo / usuário).


Produção Executiva: Guria Arte & Cultura

Nenhum comentário:

Postar um comentário